Faça sua Pré-Inscrição
Nome:
E-mail:
Telefone:
Mensagem:
Enviar
YogaFlow
Receba nossa Newsletter:
Google+
Instagram
Youtube
Twitter
Facebook

Ritucharya e Dinacharya?

21/10/2014
E chegou a primavera! Amoreiras carregadas, sabiás na madrugada e flores na varanda… O amor está no ar…

A primavera é o período em que o nosso hemisfério se aproxima do sol, tendo seu início Kapha e aos poucos se transformando em Pitta, com a proximidade do verão.
Isso acontece, porque assim como nós, o planeta também tem suas fases que variam de hemisfério para hemisfério.

Quando a primavera se aproxima, o calor do Sol começa a derreter os atributos do inverno: frio e úmido (atributos de ama e também de kapha). Com isso, a Terra vai esquentando e fluidificando. Para aqueles que no inverno não tiveram um bom metabolismo ou fogo digestivo (agni), essas toxinas (ama) vão embora junto com o kapha, e por isso temos tantos problemas alérgicos e mucos. Essa é a inteligência do corpo querendo se livrar do excesso de kapha produzido por esse derretimento.

Não é à toa também que a primavera é conhecida como a estação do amor, onde os bichos se acasalam e as plantas florescem para se reproduzir, pois kapha, quando bem equilibrado, produz resistência, imunidade, libido sexual e libido pela vida (ojas).

Para a Ayurveda, a natureza caminha integrada a todos os organismos, considerando estações do ano, horário do dia e atributos (doshas). Nossa rotina diária (dinacharya) abrange hábitos e dietas que vão de acordo com as estações (ritucharya) e os biotipos físicos (doshas).

Para nós, a saúde é alcançada quando nossos doshas estão próximos à constituição original (de quando nascemos), entretanto a nossa natureza é altamente influenciável por diversos fatores. Vemos, por exemplo, o alimento não apenas como a comida ingerida, mas também os hábitos, os fatores internos (rotina, pensamento, alimentação) e os fatores externos (clima, ambiente, relacionamentos).

Quando temos a mudança de estação, sofremos uma influência do atributo do clima, e por isso devemos ater com a nossa própria constituição e digestão para amenizar ou neutralizar as influências, vivendo o melhor de cada dia.

Como o dosha que fica em seu auge nesta estação é o Kapha, seguem algumas dicas para sua rotina baseado no livro de Sushuta. Mesmo que você não seja de natureza Kapha, é sempre bom ficar atento às tendências.

Das 6h às 10h, predomina a energia Kapha, sendo assim, devemos: estimular o nosso agni (fogo digestivo), praticar esportes ou yoga, e executar a limpeza de nosso corpo.

• Acordar antes ou junto ao nascer do Sol.
• Agradecer e reverenciar o dia.
• Tomar água morna com 10 gotas de limão. Para Pitta em excesso (azias e queimações), ingerir apenas água morna, já para os Kaphas em excesso, tomar suco de meio limão e adicionar um pouco de mel.
• Fazer a higiene pessoal: evacuar, urinar, escovar os dentes, raspar a língua e tomar banho.
• Realizar automassagem. 
• Praticar Yoga (surya namaskar), fazer exercícios de respiração (alternada – anuloma/viloma) ou kaphalabati (indicado para os kaphas), relaxamento como shavasana por 10 a 15 min., e depois meditar.
• Tomar seu desjejum de acordo com seu dosha. Os kaphas devem aguardar até às 10h para fazer sua primeira refeição.

Das 10h às 14h, entramos na energia Pitta, onde o Sol (nosso Agni maior) está em alta na natureza e claro, em nós também, portanto é hora de comer.
• O almoço deve ser a maior refeição do dia e está liberado entre 11h às 14h. Caso não tenha fome neste período, induza o agni tomando chá de gengibre ou mastigando-o em pedacinhos. Não é recomendado comer sem fome, mas se for necessário, faça uma refeição mais leve e condimentada.
• Após almoço, deve-se tomar algum chá digestivo ou mastigar uma erva digestiva como erva-doce ou cardamomo, e descansar deitado para o lado esquerdo durante 15 minutos, sem dormir. Como estamos dando rotina anti-kapha, que tal fazer uma caminhadinha ao invés desta pausa?

Das 14h às 18h, predomina a energia Vata, que é excelente para produzir e trabalhar de forma criativa e movimentada. 
• Após o trabalho, é importante uma prática de respiração e de yoga para equilibrar as energias.

Das 18h às 22h, predomina novamente a energia Kapha e é hora de começar nosso ritual de recolhimento, pois, assim como a natureza, também devemos nos recolher.
• O jantar deve ser a refeição mais leve, dando prioridade aos alimentos cozidos, sendo servido até às 20h ou pelo menos com um intervalo de 2h horas entre a refeição e o dormir.

Das 22h às 2h, Pitta volta a agir em nosso metabolismo, mas se estamos dormindo este fogo é direcionado para a limpeza sutil e no rejuvenescimento do nosso corpo, nos livrando de radicais livres e liberando nosso organismo para produzir hormônios como a serotonina. Quando acordados, o agni sobrecarrega o sistema digestivo prejudicando o metabolismo.
É importante não ficar até muito tarde acordado, vendo TV, mexendo na internet ou assistindo coisas estimulantes, pois agrava Vata e a sua qualidade de sono e sonho não será tão boa. O ideal é que não deixe o celular na cabeceira da cama, assim como tomadas e coisas eletrônicas ligadas a sua volta na hora de dormir.

Das 2h às 6h, predomina a energia Vata e, por isso, existe  a preferência em buscar o frescor da madrugada para meditar.

Sobre as dietas, ver nas previsões dos doshas.

Previsões:

Pitta
Neste período do ano, o dosha Pitta começa a se acumular, podendo dar margens a inflamações e problemas na pele, principalmente para os tipos Pitta – Kapha.
Os sabores a serem consumidos nessa estação são: amargos, levemente picantes e doces, e adstringentes.
Evite: alimentos oleosos e salgados.

Vata
Este tempo quente e úmido leva alívio para a secura de Vata, podendo ingerir os sabores salgados, doces, levemente adstringentes e como sempre tudo quentinho.

Kapha
Período mais complicado para os Kaphas que gostariam compartilhar dessa alegria toda, mas que devido ao tempo úmido e quente tendem a se sentirem mais pesados, cansados, e a ter problemas fúngicos e alérgicos.
Cuide da dieta, incluindo: picantes, secos,  adstringentes e amargos para ajudar a remover o excesso de umidade.
Evite: ingerir alimentos doces e salgados em excesso, oleosos, produtos refinados (como farinha de trigo, açúcar e arroz branco), laticínios, enlatados e alimentos ácidos . Fique de olho na rotina e nos exercícios e, ao invés de uma sesta, faça uma caminhada.

6h às 10h - Kapha
10h às 14h - Pitta
14h às 18h - Vata
18h às 22h - Kapha
22h às 2h - Pitta

Rua Dina, 100 - Vila Nova Conceição - (11) 3849 6857
Rua Aspicuelta, 339 - Vila Madalena - (11) 3567 1381/1382
São Paulo/SP | Brasil
www.yogaflow.com.br
Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Link e Cérebro